Brasil concederá apenas 30 licenças de apostas esportivas; as operações não começarão até 2021

Brasil concederá apenas 30 licenças de apostas esportivas; as operações não começarão até 2021

Brasil concederá apenas 30 licenças de apostas esportivas; as operações não começarão até 2021Depois que funcionários do governo anunciaram o lançamento de um projeto de regras para a implementação de apostas esportivas, Magnho José, especialista e presidente do Instituto Brasileiro de Jogos Legais, disse que o processo vai durar o ano todo, então “as operações não começarão até 2021”.

O Secretário de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria (SECAP), do Ministério da Economia, divulgou quarta-feira uma versão preliminar para a implantação das apostas esportivas no Brasil.

O texto contém uma descrição detalhada do processo de licenciamento e um formulário para envio de comentários e sugestões, como parte de consulta pública com o objetivo de levantar informações para aprimorar as regras finais.

Caso a SECAP adote sugestões que resultem em alterações nas diretrizes preliminares, essas alterações serão revisadas mais uma vez, pela Procuradoria da Fazenda Nacional (PGFN).

“Se for esse o caso, as regras finais seriam emitidas por volta de maio”, explicou Magnho José. “O processo de licenciamento pode começar por volta de 20 de junho e dependendo do regime escolhido, podem ser necessários mais 45 dias para os candidatos apresentarem uma proposta, uma proposta econômica por escrito e documentos que comprovem suas qualificações. Essa etapa provavelmente se encerraria por volta de 20 de agosto. ”

“As etapas seguintes podem durar pelo menos três meses, então mais ou menos até novembro”, disse o presidente do Instituto Brasileiro de Jogos Legais. “Se somarmos mais seis meses até que as regras oficiais entrem em vigor, estamos falando do segundo semestre de 2021, ou seja, se não houver complicações no meio”.

O especialista que também atua como editor da publicação de notícias BNL Magocom, discutiu algumas das ‘dúvidas’ que tem sobre o “número ideal de 30 licenças”. Ele falou com alguns representantes da indústria de apostas esportivas que compartilham suas preocupações: “O que é um“ número ideal de 30 licenças ”? Refere-se a um número máximo, mínimo ou preferencial? Com ​​que base esse número específico foi definido? Como pode o preço de um “número ideal de 30 licenças” ser determinado? A SECAP vai contratar o BNDES – banco de fomento do governo brasileiro – para definir o preço das licenças, como a agência fez com, por exemplo, a Lotex? essas perguntas ainda não foram respondidas pelas autoridades responsáveis ​​por um processo que deve levar pelo menos mais de um ano. ”

Notícias relevantes