Resorts de cassino integrados são a melhor escolha para o Brasil abrir o mercado de jogos de apostas

BgC 2019 cassino

BgC 2019 cassinoNa BgC 2019, um painel de palestrantes formado por Alex Pariente (Hard Rock Internacional), John Maddox (Caesars Entertainment), Bruno Omori (Associação Brasileira da Indústria Hoteleira em São Paulo), Pedro Cortés (escritório de advocacia Rato Ling Lei & Cortés) e Robert Brassai (Sense4Gaming) analisaram as oportunidades e os obstáculos que os investidores internacionais no segmento de cassinos poderiam enfrentar no mercado brasileiro.

“O Brasil tem um potencial de mercado gigante, então estamos claramente interessados ​​nessa jurisdição”, disse Maddox, da Caesars Entertainment. “É por isso que o Caesars vem acompanhando de perto a evolução do Brasil há algum tempo.”

“Estamos cientes do impacto que a abertura deste mercado terá sobre a economia brasileira e estamos totalmente comprometidos em atingir esse objetivo”, comentou Alex Pariente, da Hard Rock International. “Devemos considerar o que é melhor para este país e quais opções podem levar ao crescimento de longo prazo”.

“A integração entre resorts e cassinos é de suma importância para o desenvolvimento desse setor. Um complexo com uma ampla oferta de entretenimento atrai turistas e os incentiva a voltar, o que acaba levando à expansão das regiões onde buscamos atrair investidores “, Disse Pariente.

“O Brasil oferece o maior potencial para o crescimento do jogo no mundo; somos um dos países mais populosos do mundo e, ainda assim, o jogo é ilegal, mas estamos trabalhando para que isso mude”, afirmou Bruno Omori, concordando com Pariente. . “Esperamos ter uma nação com regras que todos possam entender, com uma legislação justa e sólida, que acabará resultando em um futuro muito promissor para a região. Para isso, os cidadãos brasileiros devem decidir que tipo de país querem e tomar. a maioria das oportunidades que vêm em mãos”.

Na mesma linha, John Maddox disse: “as empresas globais precisam de estabilidade para analisar investimentos de longo prazo e criar negócios sustentáveis, bem como um mercado regulado”.
BgC 2019 cassino no Brasil
“Quando já colocamos em prática um marco regulatório definitivo e sua conseqüente segurança jurídica para os investidores, acredito que os principais grupos internacionais poderão oferecer ao mercado local um potencial valioso para os turistas locais e internacionais“, destacou Pariente.

“Se o Brasil for capaz de proporcionar um ambiente de negócios seguro, regras de longo prazo e segurança jurídica, o potencial da região será maximizado”, acrescentou Pedro Cortés. “Eu não sei qual será o modelo final de desenvolvimento, mas quando pensamos em Las Vegas, sabemos que não há apenas jogos lá, mas também uma grande variedade de restaurantes, hotéis luxuosos e shows espetaculares, então acredito que resorts integrados são a melhor escolha para o Brasil abrir este mercado, pois proporcionarão ao setor a melhor chance de crescimento sustentado “, acrescentou.

Ao falar sobre as oportunidades de negócios oriundas dos parceiros locais, Bruno Omori comentou que: “empresas locais estão interessadas em unir forças com empresas que têm experiência no setor e apreciam muito as oportunidades que a abertura desse mercado trará para destinos turísticos, por isso acredito que os operadores de hotéis locais terão o prazer de avançar neste novo segmento e as parcerias acabarão por fluir de uma forma muito suave e profissional.”

No final da conferência, a discussão foi marcada pela controvérsia sobre os dois modelos que estão sendo considerados para o Brasil: permitir todas as formas de jogo ou apenas resorts integrados. A esse respeito, os operadores foram categóricos e sua posição foi resumida por Alex Pariente: “Não somos contra a expansão do jogo, apenas acreditamos que os operadores não devem escolher o arcabouço legal, que cabe aos legisladores e cidadãos brasileiros. Essa decisão deve Seja qual for o modelo, a legislação deve ser clara e certa o suficiente para ser viável a longo prazo, para que os operadores internacionais sintam que entrar nesse mercado é uma opção segura”.

Notícias relevantes